HOME > NOTÍCIAS & EVENTOS > Crescente incidência de roubos no meio rural acende alerta para investimento em prevenção
Paz Ameaçada

Crescente incidência de roubos no meio rural acende alerta para investimento em prevenção

Polícia Civil tirou organização criminosa de cena no Estado, mas medidas devem ser adotadas por propriedades e afins para impedir ocorrências

Revista RDM

O aumento de crimes no campo tem assustado os produtores rurais de Mato Grosso. Criminosos e quadrilhas estão cada vez mais organizados e, muitas vezes, agem violentamente, atraídos pelo alto valor dos insumos e maquinários agrícolas, assim como dos rebanhos encontrados nas propriedades. A incidência de roubos dessa natureza acendeu um alerta nas forças de segurança do Estado e se tornou um dos principais alvos da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil de Mato Grosso em 2019.

No ano passado, a GCCO deflagrou a operação denominada “Fim da Linha”, que cumpriu 16 ordens judiciais contra a principal organização criminosa especializada em roubos de defensivos agrícolas no Estado. Somente com uma quadrilha foram recuperados mais de R$ 2 milhões em produtos. O bando agiu em pelo menos 11 fazendas localizadas nos principais polos de produção agrícola, como Primavera do Leste, Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde.

Para prevenir esse tipo de ação, fazendeiros, agricultores e empresários de armazéns e revendas têm investido em tecnologias de segurança, buscando prevenir ou mitigar prejuízos patrimoniais e econômicos. São tecnologias sofisticadas, que incluem instalação de câmeras móveis e fixas de alta precisão, radares de proteção de perímetro, alarme de intrusão, sonorização IP de emergência e centrais de monitoramento. Equipamentos esses que permitem monitorar a fazenda a distância em tempo real.

Helen Cavalcante, gerente de Tecnologia de Informação da Agro Amazônia

Helen Cavalcante, gerente de Tecnologia de Informação da Agro Amazônia

“Implantamos nosso sistema há quase 20 anos. Sofríamos com alguns sinistros em nossas unidades, principalmente roubos de defensivos. Em 2002, tivemos uma grande ocorrência de roubo de produtos praticada por uma quadrilha especializada. Foi quando a empresa definiu pela instalação de todo o sistema de videomonitoramento e implantação de procedimento de segurança em nossas filiais e na matriz. Desde então, não tivemos nenhuma ocorrência de sinistro grave”, conta Helen Cavalcante, gerente de Tecnologia de Informação da Agro Amazônia uma dos maiores distribuidoras de insumos agropecuários de Mato Grosso.

Alta precisão - Diferente de sistemas instalados em residências ou estabelecimentos urbanos, a tecnologia a ser utilizada no campo ou armazéns exige uma alta precisão. “Áreas rurais exigem o que chamamos de soluções de aplicação crítica, que é muito diferente de uma aplicação para a residência ou para o escritório. O equipamento é preparado para operar em regime de 24 horas, sete dias na semana, durante todo ano. Possuem recursos como tolerância a altas temperaturas, baixa luminosidade, excesso de poeira e umidade. A qualidade dos sistemas entregue na zona rural é diferente do exigido para as cidades. Até o cuidado com o fornecimento da energia elétrica deve ser pensado diferente”, explica Wagner Figueiredo, diretor presidente da Ausec, empresa mato-grossense especializada em tecnologias de segurança. 

Wagner, Diretor AUSEC

Wagner Figueiredo- Diretor AUSEC

Segundo o especialista, os sistemas de segurança eletrônica em áreas rurais devem ter a capacidade de integrar todas as áreas, “conversar” entre si e atuar de forma colaborativa em tempo real. “Uma vez o alarme acionado, o sistema reconhece automaticamente essa informação e foca a câmera mais próxima, que registra o evento e dispara a informação ao gerente da propriedade ou ao responsável pelo monitoramento. Essas informações ficam armazenadas para que o gestor da propriedade analise e decida qual a melhor ação a ser tomada”.

“As câmeras possuem analíticos inteligentes embarcados que podem, por exemplo, determinar que na área delimitada não deve haver circulação de pessoas, ou que o fluxo de veículo em uma direção está errado, ou uma movimentação fora do normal. A câmera é programada para detectar comportamentos estranhos e, na sequência, acionar o sistema de áudio”, conta Wagner Figueiredo.
Uma eficiente ferramenta na prevenção de crimes são os sistemas de sonorização de alta potência. De acordo com especialistas, esses sistemas instalados em ambientes monitorados reduzem em até 30% a possibilidade de concretização de uma ação criminosa. Esse tipo de sistema pode ser acionado logo que a câmera de videomonitoramento detectar qualquer ação suspeita. Também podem ser utilizados para otimizar o serviço, com avisos aos trabalhadores e profissionais que frequentem a propriedade.
O uso de sistemas inteligentes e integrados vão muito além da segurança, podem auxiliar na prevenção de fraudes dentro da propriedade – como desvio de carga e outros – prevenção de acidentes de trabalho, gerenciamento de logística, auxílio nas operações da fazenda e gestão dos acessos à propriedade. Outro benefício é a detecção de incêndios e queimadas. “Já existem equipamentos com analíticos que detectam sinais de fumaça no campo, próximo à lavoura, aos pastos e até mesmo dentro de uma beneficiadora de algodão”, acrescenta o diretor.
A implantação desse tipo de solução pode ou não exigir a instalação de uma central de monitoramento. A central, caso necessária, pode ser própria ou terceirizada. Também existem sistemas autônomos, que não necessitam de monitoramento por pessoal especializado, mas que são capazes de transmitir as informações aos responsáveis pela propriedade. “Cada fazenda ou propriedade precisa de um tipo de operação diferente. Não existe uma solução padrão, cada propriedade exige uma análise de risco única que determinará as tecnologias e procedimentos a serem implementados”, finaliza Wagner Figueiredo.

Câmera inteligente reforça segurança de condomínios
Inteligência artificial se torna grande aliada no combate ao coronavírus
Soluções de áudio aumentam eficiência de sistemas de câmeras
Participação de mulheres marca evento de agronegócio e tecnologia em Cuiabá
Estratégias da Internet das Coisas (IoT) propõem soluções para agronegócio de MT
AUSEC realiza apresentação de PoC (Proof of Concept - Prova de Conceito) para o Governador de Mato Grosso Mauro Mendes
Câmeras que reconhecem caracteres estão sendo testadas em rodovias de MT
AUSEC recebe prêmio de maior projeto no setor Agrobusiness